Rua José Rusconi Francisco, 208 

Jardim do Paço - Sorocaba - SP

CEP: 18087-095
TEL:
 (15) 3228-4839 / 99713-5628 / 99797-6100
E-mail: fernandesrevest@hotmail.com

© 2016 por Fernandes Revest.

Design: MRL Desenvolvimento de Sites.

Guia Técnico

Resumo do Guia Técnico

Para obter a máxima eficiência, siga as recomendações:
 

  1. ASSENTAR com argamassa  ACIII;  ( aplicar argamassa no revestimento e no contra-piso, de forma que a aplicação fique em sentido cruzado).
     

  2. Fazer dilatação no piso da base de assentamento. Em áreas acima de 6 m2 , efetuar junta de dilatação no contra-piso; preferencialmente a cada quadro de 3x3 (9m2). Sugerimos corte de juntas com disco mínimo de 3mm. As juntas de dilatação de contra-piso deverão ser preenchidas com silicone.
     

  3. O CONTRA-PISO deve ter queda que permita o bom escoamento de água. Havendo áreas inundadas podem ocorrer pequenas infiltrações no rejunte, onde poderá aparecer eflorescência (manchas brancas no rejunte).
     

  4. JUNTA de dilatação ( no   assentamento ). Utilizar espaçador plástico para pisos e revestimentos, na medida  mínima de  5mm  (cinco milímetros ).
     

  5. REJUNTE flexível e impermeável. O rejunte deve ser bem diluído para preencher todos os espaços da junta (5mm),  do contrapiso ao topo da peça. Para facilitar a aplicação do rejunte, utilize bisnaga ( com rejunte bem diluído). Para obter maior eficiência recomenda-se aditivo para rejunte. Falhas no rejunte resultam infiltrações; a evaporação da água infiltrada pode resultar  em eflorescências (manchas brancas no rejunte).
     

  6. Aplicação de cimentok na tonalidade madeira: Lavar, remover todos os resíduos. Em caso de excesso de rejunte sobre as peças, escovar e remover.  Depois de lavado, isolar a área, aguardar secagem no mínimo 16 horas de sol. Após 16 horas, havendo algum resíduo (sujeira), efetuar limpeza a seco com vassoura ou escova de cerdas rígidas. Aplique cimentok sempre no sentido dos veios do revestimento. Utilize pincel com 8 a 10 cm largura com cerdas de preferência rígidas. Agite sempre a embalagem de cimentok antes de abastecer a bandeja. Este procedimento é indispensável para se evitar manchas. Abasteça a bandeja sempre em pequenas quantidades. Espalhe o produto rapidamente em pequenas áreas, repassando o pincel, deixando fina camada. Não remonte demãos. Aplicar o cimentok madeira nos horários com menor incidência de sol, ( horário recomendado ( 7 as 10 e 16 ás 18 hrs ) . Se o produto for aplicado sobre o piso muito quente, pode manchar, isto ocorre pois o produto é de secagem rápida.  Tráfego de pedestre (4 horas após aplicação) veículos ( 12 horas após aplicação ). Aplicar uma camada fina evitando camadas sobrepostas; camadas grossas podem descascar. Não repassar demasiadamente o pincel no mesmo local pois o produto é de secagem rápida.

 

 

Obs1-  As instruções estão impressas na embalagem


Obs2-  Revestimento requer manutenção periódica com Cimentok (Manchester).

 

-Dúvidas, consulte manual técnico anexo ou recomendações técnicas no site: www.fernandesrevest.com.br  LIGUE (15) 3218-1169 99713-5628 / 99797-6100

 

Guia Técnico

Como proteger e conservar

• Para proteger e conservar os revestimentos é indicado o uso periódico de gel envelhecedor e impermeabilizante óleofurgante. Este procedimento, além de proteger, facilita a limpeza e manutenção;

 

• Para aplicação do óleofugante, lave o piso ou parede com detergente neutro, deixe agir por alguns minutos, esfregue com escova ou vassoura. Para remover cera liquida se for o caso, lave com detergente alcalino e aguarde secar por no mínimo 48 horas.

• Antes da aplicação do óleo furgantem o revestimento deve estar totalmente seco, livre de poeira e sujeiras.

 

• O óleofugante, não forma película sobre o revestimento, nem altera as características estéticas e cor. Mantém as propriedades antiderrapantes, protege contra óleos e gorduras;

 

• Após aplicação do óleofugante, aguardar 12h para transitar sobre o revestimento.

Como Pintar

Após limpeza molhada, esperar o revestimento secar completamente. Em condições climáticas favoráveis, após lavar o revestimento, (aguarde 48 de sol), para proceder com a aplicação pintura do gel envelhecedor. Aplicar o gel nos horários de temperatura mais amena do dia, ou seja, do amanhecer até as 09:30 horas e após as 16:00 horas. Não aplicar sobre o revestimento muito quente (evitar horário de pico do sol). A pintura em horários muito quentes pode comprometer a aderência do gel envelhecedor.

Observe rigorosamente o tempo de secagem do revestimento antes de pintar.

 

Importante: Pinturas executadas sobre placas úmidas favorecem o aparecimento de manchas brancas. Se existir umidade na superfície do concreto, o hidróxido de cálcio pode se espalhar sobre toda a superfície e cobri-la com carbonato de cálcio insolúvel em água (manchas brancas), usualmente chamadas de eflorescências, que são aqueles depósitos salios de hidróxido de cálcio dissolvido em água usualmente brancos, que emergem para a superfície do concreto na forma de carbonato de cálcio proveniente de dentro da estrutura. Para remover as manchas deve-se lavar com uma solução de vinagre ou limão, ambos diluídos com água.

• Utilizar no mínimo 4 polegadas (10cm de largura), fazer movimentos sempre seguindo os veios do revestimento.
Importante: Jamais pinte fazendo movimentos circulares.

 

• Não encharcar exageradamente o pincel e deixar os depósitos de tinta sob as peças para espalhar posteriormente, pois pode causar manchas, uma vez que a secagem do produto é rápida.

 

• Se notar que os veios mais profundos não estão cobrindo deve-se aumentar a diluição do produto de forma gradativa;

 

• O Gel envelhecedor pode ser aplicado e diluído com óleofugante ou concentrado. Para melhorar a penetração e aplicação, caso necessite diluir o gel envelhecedor, use óleofugante. O Produto diluído imprime um aspecto de mais envelhecido e um efeito mais realístico de madeira.

 

• Rendimento m² por demão: de 9 à 15 m²/L, de acordo com a diluição;

• para uma eventual manutenção reaplicação de gel envelhecedor, caso tenha sido usada cera liquida, lave usando detergente alcalino. Aguarde o revestimento secar (aguarde pelo menos 48 horas). Antes de aplicar o gel, limpe os possíveis resíduos com vassoura seca.

 

• Se desejar uma coloração mais intensa e escura, repetir mais demãos. A coloração definitiva é revelada após 5 dias de aplicação;

 

Como Limpar

• Limpeza pós-obra deve ser executada 72 horas após o final do rejuntamento. Usar somente água e detergente alcalino ou neutro;

 

• Não usar sabão em pó, ácidos, produtos de limpeza com bases ácidas e outros produtos químicos, nem se diluídos em água;

 

• Produtos não indicados: todos aqueles que contenham flúor e seus derivados, ácidos (principalmente o ácido fluorídrico - encontrado nos produtos Semorim, Brilha Alumínio, Brilhol, Limpa pedras e outros destinados à limpeza de alumínio e pedras naturais);

 

• Durante o assentamento e rejunte, utilizar escova de cerdas plásticas rígidas removendo os resíduos de (argamassa e rejunte) antes da cura inicial ou seja, 20 minutos após o assentamento e rejunte, pois neste período os resíduos ainda não curados são de fácil remoção. A cerda plástica rígida da escova remove com facilidade os resíduos de argamassa e rejunte incrustados nos veios do revestimento.

• Não utilizar palha de aço, escova de aço, espátula de aço ou ferramentas pontiagudas;

 

• Pode ser utilizada lavadora de alta pressão desde que se utilize jato leque (em caso de uso de jato mais fechado, o mesmo pode remover o rejunte).

 

Como Rejuntar

• A Aplicação do rejunte, deve ser feita conforme tempo de liberação de tráfego, recomendado pelo fabricante argamassa;

 

• Molhar as juntas antes de aplicar o rejunte, porém sem inundar as mesmas;

 

• Não aplicar o rejunte quando houver incidência direta de sol no revestimento o que proporciona altas temperaturas e compromete a aderência;

• Aplicar o rejunte de forma a não sujar a superfície das placas e para que não haja a obstrução de posos e veios, facilitando posteriormente o processo de remoção de excessos e limpeza dos revestimentos;

• Se necessário, fazer o uso de fita crepe para proteger a superfície das peças, removendo a mesma assim que terminar a aplicação, de preferência não deixar de um dia para o outro com incidência de sol;

 

• Recomendamos o uso de rejunte flexível e impermeabilizado e com a cor mais semelhante do revestimento escolhido.

 

• Demais procedimentos para rejuntamento seguir todas as orientações do fabricante contidas na embalagem do produto;

 

• Atenção especial na escolha do rejunte: para áreas externas sujeitas a incidência de chuvas/umidades/maresias; utilizar somente rejunte flexível e impermeabilizado. Estes impedem as infiltrações de água que podem causar o aparecimento de manchas brancas, eflorescências. Na aplicação, observar que toda a profundidade da dilatação seja preenchida com rejunte, ou seja: da superfície do revestimento até a base onde o revestimento foi assentado.

• Durante o assentamento e rejuntamento, caso tenham ficado resíduos de argamassa e rejunte sobre o revestimento, remover imediatamente com escova plástica com cerdas duras. Depois, decorridas 72 horas, faça a remoção com água e produtos recomendados (água, detergente alcalino ou neutro).

• Importante: após o assentamento e rejuntamento; manter o revestimento coberto com lona (não utilizar papelão) até a finalização da obra para evitar qualquer sujeira, manchas ou danos, sendo a limpeza a última etapa a ser concluída.

 

Como assentar - Juntas de expansão

• Em áreas de grandes dimensões, a junta de expansão, garante que o revestimento se mantenha integro caso o contra piso ou a laje sofram dilatações ocasionadas pela variação de temperatura. A junta de expansão ou junta de dilatação, deve ser feita desde a base (contra-piso e emboço) até p revestimento. A junta deverá ser preenchida com mastique ou similar.

• Deve ser feito sobre base bem compactada, o contra piso deve estar curado pelo período mínimo de 14 dias; minuciosamente limpo; perfeitamente nivelado; sem fissuras e com rugosidade adequada; mecanicamente resistente, sendo o suficiente para suportar os esforços do revestimento e trafego;

 

• Proteção do revestimento antes de iniciar o assentamento: Recomendamos que seja aplicada uma demão oleofugante na superfície das peças antes de assentar. Isso evitará que a argamassa e o rejunte grudem sobre elas, facilitando a limpeza, para a posterior aplicação do acabamento final do gel envelhecedor. A aplicação do gel envelhecedor é feita 72 horas depois de aplicado o rejunte, devendo o revestimento estar: limpo, seco, livre de poeira, livre de resíduos de argamassa e rejunte, gorduras, etc;

 

• Umedecer levemente a parede ou piso para regular a temperatura e retardar a secagem da argamassa (este procedimento melhora a aderência.)

 

• Não é necessário umedecer ou emergir as peças em água antes do assentamento.

• Limpar a parte de trás das peças, com broxa ou esponja apenas umedecida, removendo sujeiras, poeira da face de assentamento da peça.

• Aplicar a argamassa na parede ou revestimento com o lado liso da desempenadeira. Após usar o lado dentado com no mínimo 8mm de profundidade, formando cordões. Aplicar também uma fina camada de argamassa no verso do revestimento, usar novamente o lado dentado de modo que os cordões fiquem cruzados com os da parede do revestimento;

 

• De preferência assentar o revestimento na última etapa da obra, evitando danos mecânicos, manchas de tinta, cimento e outros agentes químicos que possam estar sendo utilizados na obra;

 

• Usar argamassa de assentamento colante e flexível, especificada para pisos e revestimentos de grandes formatos e seguir as recomendações do fabricantes;

 

• Atenção especial na escolha da argamassa: Utilizar argamassa recomendada para áreas externas ACIII ou similar. A mesma deve ter característica de adesividade, flexibilidade, impermeabilidade e leveza, indicada para assentamento de peças de cerâmica, porcelanatos, granitos, ardósias, cimentícios em qualquer ambiente (externos e internos; pisos e paredes).

 

• Utilizar somente martelo de borracha, batendo várias vezes suavemente até a peça se posicionar no lugar correto, esmagando os cordões de argamassa. Nivelar os cantos e limpar as juntas. Reassentar peças que tiverem "batidas com som oco" e limpar o excesso de argamassa sem deixar resíduos na superfície das peças; peças danificadas (trincadas) durante o assentamento devem ser substituídas.

 

• Substituir peças que tenham sido quebradas durante o assentamento;

 

• Para característica da rusticidade, algumas peças podem apresentar irregularidades na superfície de assentamento, sendo necessário compensar esses desníveis com a argamassa na hora da colocação;

 

• Na parede, iniciar a colocação de baixo para cima a partir da segunda fiada. No espaço vago da primeira fiada fixar uma régua nivelada para servir de guia;

 

• Não assentar sobre texturas; Neste caso remova a mesma até a base do reboco.

 

• Em caso de revestimentos de paredes externas totalmente expostas à chuva, no topo da parede, use proteção (gerosa metálica) que impeça a infiltração de água entre a parede-argamassa e o revestimento. Caso ocorra infiltrações entre a parede e o revestimento pode ocorrer a carbonatação. Isto ocorre, pois o concreto contém depósitos salinos de hidróxido de cálcio que em contato com a umidade, emergem para a superfície do piso/revestimento na forma de carbonato de cálcio formando manchas brancas.

 

• Umedecer o contra piso ou reboco;

 

• Deixar juntas entre as peças no mínimo 5mm. Utilizar espaçadores plásticos. Não utilizar em hipótese alguma, junta de dilatação inferior a 5mm. Tal procedimento impede o correto rejuntamento que deve ser o preenchimento do espaço entre as peças desde a superfície até a base. Rejunte mal aplicado permite infiltrações e estas podem manchar o revestimento. Rejunte mal executado, compromete a vida útil do revestimento.

 

• Evitar riscos e proteger o revestimento com lona, no caso de outras etapas da obra estar em andamento.

 

Como assentar - Juntas de piso/parede

• No encontro da parede/piso e piso/pilar, é necessário deixar um espaçamento de 10mm. Ao final pode ser preenchido com mastique ou ficar sem preenchimento, quando houver a presença de rodapé.

 

Transporte, Manuseio e Armazenamento

• O revestimento não deve entrar em contato com a água antes de ser instalado, tanto no transporte como no armazenamento em obra;

 

• Recomendamos armazenar em local coberto, limpo e utilizar uma lona para proteger o produto, forrando o chão e cobrindo o mesmo;

 

• A armazenagem recomendada deve ser na posição vertical. Não empilhar as peças uma sobre as outras na posição horizontal ou em várias camadas, procedimento que pode danificar o produto;

 

• Não armazenar por períodos longos, pois a presença de umidade pode favorecer o aparecimento de manchas, que é um processo natural do concreto e não é considerado defeito ou comprometimento do produto; isto ocorre pois o concreto contém depósitos salinos de hidróxido de cálcio que em contato com a umidade, emergem para a superfície do piso na forma de carbonato de cálcio formando manchas brancas. Caso apareçam manchas para remover deve-se lavar com uma solução de vinagre ou limão, ambos diluídos com água.

 

• Observação Importante: Deve-se descarregar e manusear com cuidado, não bater as quinas, assim como, evitar queda de objetos pesados e pontiagudos diretamente sobre a superfície, estes podem danificar a estrutura do revestimento;

• No assentamento, para manusear as peças, manter as mãos e luvas sempre limpas; evitando manchas na superfície, como: pó, gordura, argamassas, etc...

 

Produtos/variações

Devido ao processo de fabricação e aplicação de gel envelhecedor, os revestimentos cimentícios, podem apresentar pequenas variações de tonalidades. Isto ocorre, porque é uma característica própria do concreto, que assemelha o produto com a madeira original. Também podem apresentar pequenas variações toleráveis quanto ao tamanho das peças (já previstas nas normas da ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas). O acabamento final é feito com gel (em tons amadeirados), produto indicado para tratamento estético de superfícies de cimentícios, o qual confere a mesma uma aparência que imita madeira envelhecida, apresentando aspecto acetinado. possuí como característica a formação de película de alta durabilidade, excelente resistência a riscos e raios UV.

whatsapp-fale.png